Coréia do Sul: as incríveis propostas de embalagens para produtos pessoais e maquiagem!

Assunta Napolitano Camilo

Na Coréia do Sul, estas propostas surpreendem pelo fato de serem baseadas em embalagens flexíveis, que normalmente, para nós, estão fora desta categoria que precisa entregar sofisticação e encanto. A civilização ocidental está acostumada a comprar produtos pessoais e maquiagem em embalagens plásticas rígidas sopradas ou injetadas.A delicadeza do batom ou lipstick SHINE é enaltecida numa embalagem flexível com formato que lembra a tradicional proposta rígida. A tampa traz a haste do lipstick. A arte imita o batom convencional, usando a cor preta fosca para “modelar” ou emoldurar o que seria a cor do batom. Neste caso, o vermelho ganhou destaque com verniz brilhante aplicado de maneira localizada, dando a impressão que estamos visualizando o produto.A empresa BEAUSTA é uma referência no país e tem várias propostas nesta linha, como a do protetor solar, cujo formato lembra os frascos comuns da categoria.Outra marca famosa por lá é a PETITE LAEL que tem além de batom, delineador, sombra e rímel para destacar e “abrir” os olhos das coreanas. Da mesma forma que no batom, a tampa tem o aplicador.As embalagens têm a simbologia ambiental adequada, bem como a simbologia europeia que indica que o produto após aberto, tem validade de 12 meses. Atenta aos consumidores que buscam um mundo mais equilibrado e com menos desperdício, elas contam com um pré-corte bem evidenciado no verso, que permite o uso do produto até o final. Ícones orientam as usuárias para “enrolar” a embalagem, espremendo para sair todo o conteúdo. Boa parte das consumidoras é jovem e para elas, esta possibilidade de economia é importante. Todas as embalagens têm furo para facilitar a exposição dos produtos em gancheiras e destacá-los no ponto de venda.A famosa marca The SAEM tem o icônico Chocopie Hand Cream (creme para mão com formato de torta de chocolate) apresentado em uma embalagem que lembra um biscoito de chocolate, apesar das versões serem de melancia e amêndoa. Para que o pote-biscoito não se perca na gôndola, o produto é vendido numa embalagem flow pack muito colorida e atraente.Destaco ainda que todos os produtos estampam nas embalagens o “MADE IN KOREA” em caixa alta, demonstrando o orgulho que tem da origem.Estas inovadoras propostas resultam em produtos mais competitivos, práticos, leves e que geram menos resíduos. Num país com elevado índice de educação, estas embalagens devem ser separadas dos resíduos comuns e encaminhadas para incineração, com aproveitamento do calor gerado ou para reciclagem. No sudoeste asiático, a alternativa da incineração é comumente adotada por ser mais simples e competitiva. Ao menos, os coreanos têm a preocupação de evitar resíduos voando pelo ambiente, pois isso definitivamente destoaria da proposta de beleza das embalagens.Embalagem melhor. Mundo melhor!

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.