Plástico e sustentabilidade podem caminhar juntos

Foto: Acervo de Plástico Brasil

De 24 a 28 de março, São Paulo foi palco da Feira Plástico Brasil, feira bienal da indústria de plásticos, que reuniu mais de 800 expositores de vários segmentos, como matérias-primas, máquinas, equipamentos, moldes e serviços . Nesta edição, o evento superou as expectativas de público, atraindo 51 mil visitantes que puderam conhecer as novidades e tendências do setor, fazer negócios, trocar experiências e estabelecer novas conexões.

“Para nós que sempre visitamos a feira K, na Alemanha, podemos afirmar guardada a devida proporção, que a Plástico Brasil esteve à altura do nosso mercado”, diz Assunta Napolitano Camilo, diretora do Instituto de Embalagens.

” A Plástico Brasil foi percebida como uma feira de sucesso pelos expositores e visitantes. Foi um marco importante para a indústria de máquinas, matérias-primas, distribuidores e prestadores de serviços da Indústria de Plásticos. Os transformadores encontraram num único espaço tudo que precisavam para atender as demandas do mercado”. Gino Paulucci Junior, presidente do conselho de administração da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos/ SINDIMAQ.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Foto: Acervo de Plástico Brasil

A ARBURG, Inc. apresentou exemplos de aplicação de digitalização e aumento de eficiência na produção em série de peças de plástico, com destaque para tampas de rosca de PP em um molde de oito cavidades.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Foto: Acervo de Embalagens da FuturePack

A Polimáquinas trouxe máquinas de corte e solda inovadoras prontas para apresentar soluções que atendam as necessidades da indústria.

SUSTENTABILIDADE – A Brückner Maschinenbau GmbH apresentou linhas de estiramento biaxial para filmes de embalagem recicláveis. Também destacou soluções para embalagens monomaterial e filmes com funcionalidades integradas, como rastreabilidade e preparação, para eficiente conversão.

A Cromex destacou sua linha de masterbatches com grafeno GrapheX® e a linha Act Green Live All Colors® para reduzir impacto ambiental.  A linha GrapheX® oferece maior resistência e menor consumo de energia e materiais, enquanto a linha Act Green Live All Colors® melhora a qualidade das resinas pós-consumo, reduz as emissões de CO2 e facilita a reciclagem.

Especializada em equipamentos para extrusão de filmes, a A CARNEVALLI apresentou uma tecnologia para produzir filmes monocamada de PE reciclado, uma extrusora de cinco camadas e uma linha de rebobinadeiras da série NewPermaco. Esses equipamentos permitem o desenvolvimento de embalagens para economia circular, reduzindo custos e preservando o meio ambiente.

O Grupo activas Brasil destacou a conquista da certificação do Sistema B e o feito de ser a primeira  empresa de distribuição de resinas plásticas a receber este importante reconhecimento internacional. Além disso, a empresa abordou a implementação do modelo de gestão ESG em diversos aspectos. E levou a sustentabilidade também para a criação e montagem de seu estande, utilizando materiais reciclados que serão reutilizados depois da feira.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Foto: Acervo de Activas

A ROMI apresentou uma nova geração de injetoras, com destaque para a linha EM que oferece maior velocidade de injeção, capacidade de plastificação e conjunto plastificador de alta performance, com roscas plastificadoras bimetálicas, para maior resistência ao desgaste. A economia de energia também é um diferencial, com malha de controle de vazão e pressão diretamente no acionamento servobomba e sistema Stop and Go. O Controlador CM20 Plus oferece recursos avançados, como tela multi-touch, controle adaptativo de injeção e visualização gráfica dos dispositivos via VNC. Com isso, é possível diminuir a variação de peso das peças injetadas em até três vezes.

Ainda sobre o tema sustentabilidade foi realizado o Parque de Ideias, um espaço importante para conhecimento e inovação. No terceiro dia da feira (29), o Instituto SustenPlást apresentou o programa Tampinha Legal, que estimula o depósito de tampas plásticas em pontos de coleta para reciclagem. As tampas são encaminhadas para entidades assistenciais que as segregam por cor, agregando valor ao material, antes de serem vendidas para recicladores. As entidades beneficiadas não têm custos, recebem 100% da renda da transação e as tampas são reutilizadas pela indústria para produção de novos itens plásticos. O Tampinha Legal contempla o tripé da sustentabilidade: econômico, social e ambiental.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Foto: Acervo de Plástico Brasil

A Valgroup apresentou um copo plástico injetado com 10% de composto de carbonato de cálcio, que reduz o impacto ambiental. O controle de processo permite explorar a aplicação do produto em elevadas concentrações, mantendo as propriedades finais da embalagem e adequando o produto à aplicação final. Além de reduzir custos, a novidade oferece um composto de alta qualidade

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Foto: Acervo de Embalagens da FuturePack

Já a Reifenhauser Group destacou o anel de resfriamento de alta performance Kdesign, que aumenta significativamente a qualidade do filme, com menor produção de refugos e mostrou aos produtores de filmes soprados como processar materiais reciclados com baixo custo.

A WITTMANN Group apresentou suas mais recentes máquinas de moldagem por injeção, automação e auxiliares, para atender as demandas de sustentabilidade.

Paralelamente, a Feira Plástico Brasil contou com uma extensa programação de eventos, incluindo seminários, palestras e workshops sobre temas relevantes para o setor, como o Pet Talk que ocorreu dia 28 de março, com patrocínio da Indorama Ventures PCL e Alpek Polyester – Brasil. Além disso, a feira também teve um importante papel para promover a indústria brasileira de plásticos no mercado internacional. A feira se consolidou como um importante ponto de encontro para os negócios do setor, permitindo a realização de novos acordos comerciais e parcerias estratégicas.

Até a próxima edição. A 4a Plástico Brasil acontecerá de 24 a 28 de março de 2025, no São Paulo Expo, em São Paulo.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Foto: Acervo de Plástico Brasil

Edenilson Santos, analista de comunicação e marketing do Instituto de Embalagens

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.