PLATAFORMA DE INOVAÇÕES DO SETOR DE LÍQUIDOS

Drinktec 2017: a maior feira de equipamentos e embalagens para líquidos do mundo obteve o melhor desempenho em seus 66 anos de história

É considerada uma das plataformas de inovação do setor mais importante do mundo, especialmente para a indústria de líquidos, incluindo máquinas de envase e embalagens. Hoje é a feira líder mundial em tecnologia de bebidas e alimentos líquidos. Realizada em setembro, em Munique, na Alemanha, a Drinktec 2017 recebeu mais de 76 mil visitantes de mais de 170 países. Esta edição alcançou o melhor resultado, em seus 66 anos de história, e superou todas as expectativas. O número de visitantes aumentou em 10.000 em relação ao evento anterior, em 2013. Em particular, em nível internacional, onde o Drinktec já é muito forte, a proporção de visitantes estrangeiros aumentou 67%. O número de expositores cresceu também reunindo 1.749 empresas de 80 países. Isso é atribuído, principalmente, à feira de tecnologia do vinho SIMEI, que foi realizada como parte da Drinktec pela primeira vez.

Em resposta ao crescimento exponencial das embalagens de PET, a Drinktec introduziu a PETpoint em 2005, uma seção separada da exposição dedicada à tecnologia de PET.

Algumas inovações

A Husky estava coinjetando multicamadas em Injection Molding System (IMS). O sistema de preforma integrada HyPET HPP5 em operação, no estande, produzia preforma de 17g num molde de 72 cavidades, com ciclo de 8,7 segundos, para embalagem de refrigerante. Trabalhando com a Solvay, a empresa lançou o HBP (poliéster de alta barreira), um polímero reciclável, que se propõe a ser chamado de nova geração de embalagens sustentáveis. Além disso, com a KHS elaborou um estudo para o desenvolvimento de uma garrafa sustentável. A garrafa Factor 100: com design e estabilidade mecânica e simulação computacional de última geração, as empresas conseguiram obter uma garrafa de 500 ml, com apenas 5 g de PET, para água mineral.

A KHS lançou também o projeto Form-Fill, no qual o processo de sopro e enchimento é realizado numa única etapa: a garrafa se forma, ao mesmo tempo, que enche de água, ou seja, a própria água ajuda a formar a garrafa, ganhando melhoria na formação e no tempo.

A Krones marcou presença com o maior estande da feira. Utilizou um pavilhão inteiro para apresentar suas novas linhas de equipamentos, que oferecem aumento de capacidade de envase e processo. A novidade mais interessante da Krones foi a apresentação de proposta conceitual para atender as demandas dos consumidores. A empresa desenvolveu o conceito de BOD (Bottle On Demand ou garrafa sob encomenda), no qual o consumidor pode definir o que quer beber:

  • Qual produto (sucos, chá, refrigerante, cerveja);
  • Qual o volume (350, 500, 750 ml);
  • Qual a cor da tampa e o design que irá estampar a garrafa.

O consumidor faz seu pedido e o sistema de sopro/envase/rotulagem entrega em alguns instantes a bebida solicitada.

A Sidel apresentou uma proposta de forno a laser que possibilita produzir novos formatos de garrafas e num tempo muito menor. Aliás, todo o trabalho da empresa e sua “irmã” GEA foi no sentido de rever o consumo de ar comprimido, energia, calor etc. e conseguiram reduções significativas (45% de eletricidade, 35% de ar comprimido).

O uso de PET está ganhando participação no mercado de produtos tradicionalmente dominados por PEAD e PP. A Sidel está apostando no lançamento da tecnologia de fundo Steady EDGE que permite produzir atraentes variantes de design para as embalagens PET com uma produção estável e econômica. Com esta nova tecnologia é possível projetar bases mais estáveis e melhor distribuição de material de PET.

A SIPA apresentou uma nova máquina que pode produzir garrafas recicladas a partir de flakes reciclados, eliminando uma etapa do processo de reciclagem, ganhando competitividade de material reciclado. O segundo trabalho da SIPA foi no sentido de diminuir os tempos de trocas ou set-ups).

A SMI aproveitou a feira para comemorar 50 anos de existência, apresentando as evoluções e ganhos de competividade de suas linhas.

Houve duas correntes de decoração de garrafas: a possibilidade de gravação direta nas garrafas ou frascos por ink jet (principalmente oferecido por Krones e KHS) e rótulos impressos a partir da tecnologia impressão digital rotulados diretamente e mais rápido. A conferir o que irá se destacar primeiro.

A cerveja belga Dagschotel, além de usar impressão direta na garrafa, está se destacando e ganhando consumidores pelo uso de Realidade Aumentada. Para isso, a marca desenvolveu seu próprio aplicativo para smartphones que leva os consumidores a ver a moça da garrafa falar!

A empresa alemã STRRD criou as “Spoon Flavours” colheres com cabo oco, onde podem ser introduzidos pós, líquidos ou granulados saborizadores, que podem transformar água em sucos e bebidas simples em coquetéis. Além de colheres, a empresa oferece também canudos, garfos e outros pequenos utensílios que podem receber os “recheios”.

A start up Vendl lançou uma proposta (já existente em vidro) de um frasco para cerveja que se transforma em copo tipo “tulipa”.

A Crown ofereceu uma série de serviços para controle e rastreabilidade

de suas embalagens por meio de codificação a laser no verso ou na frente do tab. Podem ser códigos 2D (tipo QRCode) ou numéricos. Além disso, a empresa divulgou novamente a possibilidade que seus clientes têm de usar tintas termocrômicas para criar efeitos especiais para diferentes situações: quando a lata atinge uma determinada temperatura ou quando passa por uma condição por certo tempo etc.

A Ball, outra fabricante de latas de alumínio, já oferece alternativa de formatos diferenciados e gravação de baixo relevo. A empresa também desenvolveu uma lata de alumínio para bebidas com canudinho embutido. Quando o consumidor abre a lata, o canudinho se projeta para fora, surpreendendo-o positivamente pela entrega de conveniência e segurança.

A Keep Can® apresentou a lata de alumínio com tampa plástica que permite o refechamento e facilita o consumo parcial. O conceito já está sendo utilizado na lata de energético do Bayern, de Munique, com muito sucesso entre os torcedores.

Havia apenas uma empresa de latas de aço, mostrando as latas de três peças, como a da Prigat.

A cadeia inteira estava lá mostrando suas propostas, incluindo fornecedores de adesivos, como a Henkel, de sistemas de cartão multipack como a Graphic Packaging International (GPI) e Westrock, sistema para envase de embalagens flexíveis, tampas (APTAR E SACMI), bag in box, bag com torneira sem a caixa (bag without box), engradados para cervejas e refrigerantes etc. Até a Tetra Pak marcou presença desta vez. A empresa apresentou a linha de processos e um parceiro de garrafas PET. A Horäuf também apresentou suas “latas” de papel cartão”.

A italiana BRUNI, tradicionalmente prepara para a feira uma exposição de garrafas de vidro, desenvolvidas por estudantes de várias universidades do mundo, gerando oportunidades para tantos profissionais mostrarem seus talentos.

Muitos fornecedores de insumos para a fabricação de sucos, cervejas, óleos e azeites também se apresentaram na Drinktec, permitindo aos fabricantes de bebidas conhecer fornecedores para tudo o que precisavam numa única feira. Preparem-se: a próxima edição será em 2021!

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.