Indústria de Embalagens de aço e de alumínio também buscam redução de impacto ambiental

Assunta Napolitano Camilo

A Brasilata, fabricante de latas de aço, está trabalhando em ações de conscientização ambiental dos seus colaboradores, além da implantação de coleta seletiva em sua planta fabril, em Jundiaí (SP). Também tem investido em programas de logística reversa de latas de aço para incentivar a reciclagem e em soluções com plástico reciclado ou reciclável.

Reconhecendo a importância da sustentabilidade, o próximo passo da empresa é a adoção da agenda ESG (ambiental, social e governança). Este ano, o compromisso é divulgar o primeiro relatório de sustentabilidade.

Líder mundial em embalagens de alumínio, a Ball anuncia suas metas globais de sustentabilidade para 2030, focadas em aprimorar a gestão responsável dos produtos e aumentar o impacto social para criar valor para seus diversos públicos de interesse. A companhia divulgou ainda uma visão que envolve toda a indústria, com o objetivo de garantir uma economia verdadeiramente circular para a cadeia de embalagens de alumínio.

Entre seus novos objetivos de sustentabilidade, que promoverão o desempenho em todo o ciclo de vida de seus produtos, estão o compromisso de utilizar 100% de energia elétrica renovável até 2030 e zerar as emissões de carbono antes de 2050. Os objetivos também incluem garantir que todo o alumínio utilizado pela empresa seja comprado de fontes certificadas, e converter ainda 80% do volume global de latas para bebidas da Ball para seus designs STARcan, de peso reduzido.

Além disso, a Ball também divulgou uma visão para a indústria, chamada de “Rumo ao Ciclo Perfeito”. O texto propõe um trabalho em conjunto entre marcas de bebidas, varejistas e fabricantes de embalagens de alumínio, para fazer com que latas, garrafas e copos de alumínio – os recipientes para bebidas mais reciclados do mundo – atinjam um índice de reciclagem global de mais de 90% (partindo do atual índice mundial de 69%) e uma média global de conteúdo reciclado por embalagem de até 85%. Hoje, o alumínio reciclado usa apenas 5% da energia usada pelo material virgem e as latas recicladas podem voltar para as prateleiras em apenas 60 dias como uma nova lata.

Para atingir essa visão, a companhia promoverá uma ação para os diversos stakeholders, incluindo o desenvolvimento de um roteiro para o setor de embalagens para bebidas de alumínio. A empresa também defenderá investimentos em infraestrutura e tecnologia para dar suporte a um sistema de reciclagem mais eficiente e eficaz nas regiões onde opera. A Ball irá trabalhar com parceiros para publicar esse roadmap de reciclagem e plano de redução de carbono em diversas regiões nos próximos doze meses.

Fabricante de latas de alumínio para bebidas, a Ardagh Metal Packaging Brasil possui fábricas 100% zero aterro no país e os resíduos são usados como matéria-prima para produção de outros subprodutos, como tintas, paletes de madeira, recipientes plásticos etc. A empresa também está instalando um Regenerador Oxidativo Térmico (RTO) para reduzir a emissão de Compostos Voláteis Orgânicos (VOC) na fábrica de Jacareí (SP). E a nova fábrica de latas, em Juiz de Fora (MG), conta com o que tem de mais moderno em equipamentos para melhor eficiência energética e certificação do escritório na norma LEED, nível Gold.

Comprometida em desenvolver soluções inovadoras de embalagens que oferecem menor impacto ambiental, a Bispharma apresenta latas de aerossol e bisnagas produzidas com alumínio 100% reciclado pós-consumo. O uso deste material promove significativa redução de emissão de carbono à medida que renova os recursos utilizados.

Aproveitando os atributos ecológicos do alumínio que é um material infinitamente reciclável, sem a perda de suas propriedades físicas e químicas, a empresa desenvolveu também uma bisnaga monomaterial, sem o uso de tampa plástica.

Em outra frente de sustentabilidade visando à redução da extração de recursos naturais, a Bispharma apresenta a lata Liga Leve produzida com uma liga mais resistente, que permite reduzir o consumo de alumínio, mantendo as propriedades físicas do material.

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.