Inova Embala, foco para exportar

Projeto encomendado pela Apex-Brasil ao Instituto de Embalagens trará novo seminário

O projeto Inova Embala, encomendado pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) ao Instituto de Embalagens, numa parceria iniciada em janeiro de 2015, realizará mais uma de suas ações, agora em 19 de agosto, na capital paulista, que é o “Seminário Internacional: Adaptação ao Mercado Americano”. O projeto Inova Embala visa capacitar as empresas brasileiras sobre a importância das embalagens para exportação, sobretudo no segmento de alimentos e bebidas com foco no incremento da competitividade internacional das empresas, apoiar a melhoria das embalagens brasileiras, com foco no incremento da competitividade internacional das empresas.

Voltado para o setor de alimentos e bebidas, de acordo com Esther Pires Costa, Gestora da Apex-Brasil, o Inova Embala contempla o processo de inovação em embalagens, considerando pontos críticos, como: certificações e normas internacionais, novas tecnologias, novos materiais e estudo das culturas de consumo nos mercados internacionais, além de prever ações de sensibilização, qualificação e facilitação para o desenvolvimento da embalagem, para fortalecer o design como diferencial competitivo dos produtos brasileiros para exportação. E engloba as empresas dos projetos: Brazilian Flavours, Brazilian Rice, Happy Goods, Organics Brasil, Sweet Brasil e Wines of Brazil, das respectivas entidades: ABBA, Abiarroz, Abimapi, IPD, Abicab e Ibravin.

Entre as outras ações que integram o projeto e já foram realizadas estão um ciclo de workshops e clínicas de atendimento personalizado com especialistas para empresas brasileiras do setor de alimentos e bebidas que estão buscando iniciar ou aumentar suas exportações. Outra etapa consiste na elaboração da cartilha “Embalagens para Exportação”, estruturada com base em dúvidas comuns e orientações estratégicas às empresas. O objetivo é que as inscritas recebam orientações, sugestões e tirem dúvidas a respeito desse universo, com foco sobretudo em exportação. A participação, por meio das entidades parceiras, é gratuita para integrantes do Inova Embala, mas teve número de vagas limitado.

O Instituto de Embalagens foi escolhido pela Apex-Brasil por seu alto conhecimento técnico e visão internacional, além de experiência em parcerias com entidades, como a própria ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico), ASSINTECAL (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos) e INP (Instituto Nacional do Plástico).

O seminário anterior, realizado em 15 de abril, em São Paulo, sob o tema “A Importância da Embalagem para a Competitividade Internacional”, abordou temas como: inovação em embalagens, melhorias voltadas a promover melhor competitividade nos mercados internacionais, transporte e armazenamento e adequação das mesmas para exportação (critérios necessários para uma embalagem internacionalizada), além de barreiras técnicas e aspectos regulamentários.

Segundo Assunta Napolitano Camilo, Diretora do Instituto de Embalagens, que ministrou a primeira palestra do seminário, a embalagem tem que comunicar o diferencial do produto e da marca em qualquer canal. Entender como e porque os consumidores de cada País compram o produto é outra excelente forma para atender às diferentes necessidades. “Os americanos demandam embalagens que ofereçam praticidade e conveniência, já que eles têm o hábito do consumo on-the-go”, exemplifica Assunta. Além das palestras técnicas, o evento contou ainda com um renomado nome do design brasileiro, Mário Narita, Diretor da Agência Narita Design, além do internacional Michael Ferrari, fundador da Ferrari Soluções Inovadoras e ex-diretor de pesquisa e desenvolvimento da Procter&Gamble.

Instituto de Embalagens: www.institutodeembalagens.com.br
Apex-Brasil: www.apexbrasil.com.br

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.