A nova embalagem do leitinho de cada dia!

A indústria de laticínios tem forte tradição. Os países do leste europeu investem constantemente em alternativa e inovação. Ficamos surpresos com a forte presença da empresa sueca Ecolean, com solução asséptica e pasteurizada para leites e iogurtes, nas gôndolas da Rússia, Estônia, Lituânia, Letônia e de Berlim (Alemanha).

Na visita à InterPack em 2005, uma primeira proposta de embalagem stand up pouch com formato diferenciado, que lembrava uma jarrinha, nos surpreendeu. Na oportunidade, o material sugerido era fabricado com 40% de carga mineral, ou seja, apenas 60% de fonte fóssil. Essa informação é apenas para demonstrar como é importante e demorada a pesquisa por novos materiais, embalagens e soluções. No Brasil, precisamos começar a investir em pesquisa e inovação para buscarmos as nossas alternativas e deixarmos de ser apenas espectadores.

Após o lançamento da Ecolean, a sueca continuou investindo e, no ano de 2007, conseguiu que a empresa Brodowin, de Berlim, estreasse a embalagem no mercado de leite pasteurizado. Assim que a população foi experimentando e aceitando, eles evoluíram para a segunda linha já no ano seguinte. Na Rússia, a novidade surgiu em 2009 com a Unimilk, que expandiu rapidamente para a região da Ucrânia e da Bielorrússia.

Em Berlim, encontramos a marca Hemme Milch utilizando a embalagem da Ecolean para leite pasteurizado. Destacamos a importância que deram à comprovação com teste e selos de que a embalagem foi testada e aprovada. Outra questão mandatória aqui no Brasil: laboratórios capazes de testar embalagens e de dar credibilidade aos consumidores.

Nos países bálticos, a presença dessas embalagens é notável. E não posso deixar de comentar a bela programação visual da marca própria da rede de supermercados RIMI. Na linha de iogurtes Alpenrose é possível observar a ilustração hiper-realista utilizada para as cerejas, que parecem cair num balde de leite, despertando o desejo de tomar o iogurte imediatamente. A alça criada com injeção de ar facilita muito a ergonomia e o uso do produto. Eu consegui utilizar num dia, guardar na geladeira e continuar a usar no dia seguinte até o final do produto sem que a embalagem ficasse mole ou sem estabilidade na sustentação.

A principal abordagem da Ecolean tem sido a economia de material e de recursos com transporte, além da questão do desperdício final do leite no ciclo de vida dentro do pacote já que é possível consumir todo o líquido. Fabricantes alegam a queda de cerca de 40, 50% das embalagens de papel cartão para alimentos líquidos convencionais e garrafas.

As máquinas de enchimento são produzidas pela Ecolean, bem como as embalagens e, segundo a empresa, atendem atualmente cerca de 30 países. Ainda sendo uma embalagem “proprietária”, ela permite que mais pessoas acessem produtos lácteos, promovendo com isso um mundo mais saudável.

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.