ANUGA 2019 CELEBRA O SEU CENTENÁRIO 

Assunta Napolitano Camilo

Realizada a cada dois anos, em Colônia, na Alemanha, a feira se consolida como a maior e mais importante feira mundial do setor de alimentos e bebidas. Define tendências de longo prazo. É impossível esquecer da enorme árvore com mais de 100 produtos orgânicos pendurados na entrada da edição de 2003 que já prenunciava a importância que o “natural” ganharia no mundo. 

Inovações e conceitos futurísticos, ou nem tanto, sempre marcaram a história da feira. Este ano, nada foi mais comentado que os produtos alternativos para proteína animal: a proteína vegetal ou à base de insetos. Estavam espalhados pela feira hambúrgueres, salsichas e snacks de grão de bico, ervilha, soja, champignon, grilo, formiga e até minhocas A feira mostrou que o alimento a partir de insetos e fontes vegetais impactam muito menos o meio ambiente. 

A tônica no pavilhão de bebidas foi a diversidade e os novos sabores das bebidas funcionais. Uma feira plural. Mais de 170 mil visitantes de 201 países e cerca de 7.500 expositores de 106 países, a Anuga 2019 estabeleceu novos recordes. Reuniu 90% de expositores estrangeiros e recebeu 75% de visitantes internacionais. 

Expositores de todo o mundo apresentaram todo o espectro de produtos globais em dez feiras sob o mesmo teto. Oferecer produtos que atendam às necessidades éticas dos consumidores e o mais alto grau possível de satisfação é um grande desafio para fabricantes e distribuidores de alimentos. Existe uma concorrência acirrada neste setor para conciliar sustentabilidade, lucratividade e as exigências dos consumidores. 

Fornecer respostas hoje sobre o futuro, tendências como “alimentos saudáveis e sustentáveis” não estão apenas se estabelecendo, mas a sustentabilidade está assumindo uma nova dimensão na indústria de alimentos. 

Em relação à embalagem, os donos de marcas estão comprometidos em reduzir embalagem, combater o desperdício de alimentos e garantir a segurança alimentar. É imperativo considerar estes três pilares no desenvolvimento da embalagem. 

Desde 2009, defendemos como os cinco grandes eixos de tendências: Conveniência, Saúde, Segurança, Estilo (diversidade) e Sustentabilidade. Isso se mantém, porém notamos o crescimento das questões de Saúde e Sustentabilidade. Obviamente, a questão de segurança está atrelada à saúde na medida a que garante. Considerando Estilo, como Diversidade, ou atendimento de cada grupo de consumidores, este também continua contemplado. Conveniência para atender tudo isso de forma rápida, prática e em qualquer lugar.  

A consultoria em alimentos Innova Market Insights apresentou seus estudos, destacando dez “tendências para 2019”.

Os temas 1 (a aventura do consumidor) e 6 (comida para mim) estão muito relacionados com a tendência Estilo. O tema 5 (snacking -lanche rápido) com a tendência de Conveniência. O tema 10 (refeição conectada) ao tema Segurança (alimentar ou tecnologia).

A tendência Saúde é apresentada nos destaques: 3 (alternativas para todos); 7( importância das fibras) e 8 (sentir-se bem).

A sustentabilidade permeia muitos pontos, principalmente a questão 2 (reino vegetal), 4 (apelo verde) e 9 (pequenos produtores).

Os fabricantes de bebidas estão apostando nos produtos funcionais. A Ke.ola fez muito sucesso com sua bebida com alta dose de BCAA (para atletas) e outras bebidas com doses de colágenos.

A “elite Organic” apresentou um chá para mães. Também encontramos muitos “shots” (bebidas em doses concentradas para consumo único).

Outra empresa sul coreana desenvolveu uma gelatina bebível de Konjac com sabor de maçã para atletas. O produto é apresentado em stand- up pouch com tampa.

Ainda da Coreia do Sul, muitos sucos de cebola em stand-up pouches e em stick packs em opções concentradas.

A Pearl ganhou outro prêmio de inovação com suas “pérolas” (aliás feitas de tapioca). A empresa polonesa fez muito sucesso e segue crescendo com suas inovações: tem novos sabores e apresentações.

Da Tailândia, o coco segue sendo o astro principal, em muitas formas. O leite de coco em substituição ao leite de vaca foi destacado. Assim como o leite de coco condensado e uma novidade: a água de coco em pó em embalagem flexível em formato de um coco. Basta adicionar 150-200 ml de água e a água de coco está pronta para beber!

A Spacelab, da Eslováquia, apresentou com sucesso, o “Álcool Killer”, um desintoxicante de álcool, em sticks packs que podem ser carregados no bolso ou na bolsa e garantir um dia seguinte melhor.

A Movenpick, gigante suíça, inovou com uma linha de cafés gelados gaseificado em latas de alumínio para complementar a linha de sorvetes.

Um dos movimentos que mais cresce no mundo é o “Slow Down” indicando um desaceleramento do ritmo frenético que vivemos. Neste sentido destacaria os produtos à base de mel e flores como o “Bee Zen” e o “Beeyond”.

Uma empresa da Coreia do Sul apresentou a Coja, uma bebida de cafeína para desintoxicar oferecida em cápsulas. Basicamente um calmante que “livrava” o corpo da cafeína para relaxar e dormir melhor. Juraram que o produto era à base de plantas.

A linha de tônicas cresce a cada ano com novas opções, cada vez mais sofisticadas, muitas saborizadas. As embalagens na sua maioria são de vidro com design próprio e normalmente muito elegantes, como as GEMELLII da Itália.

Um dos grandes destaques do setor de bebidas foi a proposta da RETAP que apresentou garrafas reutilizáveis, garrafas de água e copos de água especialmente projetados para beber água da torneira de forma fácil, econômica e mais ecológica.

As garrafas de vidro borossilicato oferecem alta durabilidade. Desta forma, a empresa propõe uma garantia eterna e entrega uma nova garrafa caso ela seja quebrada acidentalmente.

A tampa é feita de TPE (elastômero termoplástico). Também vende acessórios como tampas especiais e os sticks packs de chás, sucos etc.

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.