Design: Beleza é fundamental, porém sozinha não se sustenta!

Encontramos cada vez mais exemplos de embalagens que encantam com magia. No entanto, não é só a beleza que deve imperar na embalagem. As funcionalidades e as novas tecnologias também são aspectos fundamentais para atender à delicada questão da Sustentabilidade. O mercado segue com competição acirrada. As embalagens devem sempre suprir o desafio de atuar num mundo globalizado, competitivo, e entregar algo relevante no prazo e sem comprometer o meio ambiente, considerando ainda os pontos cruciais!

Observando as constantes mudanças pelo mundo afora, podemos afirmar que, além desses desafios, as embalagens precisam, no mínimo, atender às cinco grandes tendências do consumo: Conveniência (praticidade, comodidade, diversidade de opções etc.); Saúde (com os aspectos de qualidade de vida que são bem relevantes); Segurança (daí a importância do uso de tecnologia de processos e materiais para garantir embalagens seguras); Estilo de vida (atender cada vez mais aos diferentes grupos, de forma quase que customizada, entregando para cada um o seu desejo); e Sustentabilidade (considerando tudo, desde a concepção até o descarte responsável).

As opções oferecidas no mercado são inúmeras, por isso é importante que as embalagens surpreendam e encantem os consumidores, enchendo os olhos e emocionando para estabelecer um vínculo e atingir a alma de quem adquire os produtos. Isso é importante para as marcas terem uma nova estratégia, e todos os recursos devem ser explorados, como é o caso da forma!

Como exemplo, vamos citar a Toblerone®, que se posiciona sempre como algo exclusivo por ter “se apoderado” da forma triangular. Apesar dos lançamentos, a forma é um ícone intrínseco da marca. É um “equitie” da marca, que estendeu o formato para toda a linha de produtos, como os bombons, as embalagens, as janelas etc. O cuidado que eles têm com a forma das embalagens é exemplar.

A exclusividade também é algo que surpreende. Aqui o destaque é para os lenços da marca Klenex®. Ninguém precisa de uma caixa de lenços no formato de uma de fruta, como na imagem, porém os consumidores podem querer adquirir o hábito de comprar produtos que vêm em embalagens que são verdadeiros objetos de decoração, com cores fortes e vibrantes.

Outra estratégia que podemos classificar como válida em projetos de embalagens é o elemento da cor devidamente apropriada, capaz de se tornar um ícone, uma referência da marca. A exemplo, basta pensarmos no vermelho da Ferrari® ou no amarelo da Skol®. Somada a outros recursos, a cor se torna um elemento imbatível por dar vida às coisas.

Aliás, o belo emociona e faz as pessoas felizes! Podemos sempre resgatar emoções e estabelecer vínculos da marca com o consumidor através dos elementos básicos da embalagem. O designer Walter Landor afirma em um dos seus livros que: “Objetos são produzidos em fábricas e as Marcas, construídas na mente do consumidor”.

Por ser o primeiro contato do consumidor com o produto, a embalagem deve ser capaz de traduzir a alma do produto e atingir, com seus recursos, o coração do consumidor, afim de fortalecer a relação dele com a Marca, paralelamente à sua função já preestabelecida de proteger, acondicionar, conservar e transportar o produto.

A Nivea®, na comemoração dos seus 100 anos, inaugurou lojas-conceito em importantes cidades do mundo e, este ano, reformulou sua linha de frascos incorporando tampas redondas e estampa na programação visual do círculo azul, um ícone da marca. Sua cor e forma representam algo único, um patrimônio. Remetem a memórias de carinho de momentos de experiências antigas, justamente pelo tempo da marca no mercado.

Visitando Berlim em julho de 2013, fiquei surpresa com as proporções da nova loja-conceito da Nivea®, que, agora, além de produtos, oferece um SPA com massagens exclusivas. Ideia fantástica que trabalha com o foco de promover uma experiência inesquecível misturando aroma, toque, recordações de carinho, relaxamento e hidratação! Impossível não sair encantado.

Outra ação maravilhosa foi a proposta de personalizar a latinha de modo a eternizar o cliente na tampa do hidratante. As pessoas eram fotografadas sozinhas ou em dupla, escolhiam uma mensagem e, após dois minutos, saíam da loja com sua latinha mais que querida e personalizada.

“Blauengruessem” pode ser traduzido como um beijo azul ou cumprimento azul. Eu classificaria a ação como, de fato, um abraço azul, pelo grande laço que promove do consumidor com a marca.

Para os profissionais de design, o desafio vai além das questões do projeto. A embalagem não pode apenas atrair a atenção para vencer a competição na gôndola. Em complemento, ela deve manter um estado de interação permanente entre o cliente e o produto. O próprio projeto deve criar vínculos que vençam o teste do tempo e, além disso, somar valores afetivos que provocam reações emocionais.

A embalagem é a tradução da performance (desempenho) do produto, e sua interface tem que dizer tudo em segundos.

Existe uma enorme oportunidade em se estabelecer um link perfeito entre o design de produto, o design gráfico, o estrutural e a embalagem, considerando o bom desempenho da função de cada parte, sendo esse mais um elemento fundamental da embalagem.

Um exemplo são os movimentos do grupo O Boticário com o lançamento da linha Sixties®. Eles conseguiram resgatar a arte e a cultura carioca dos anos de 1960. Com a “Acqua Fresca®”, foram comemorados os 400 anos de São Luiz do Maranhão, exemplo lindo que une cultura, arte e embalagem.

Outro exemplo é o da LesRyaddesSens, do Marrocos, que leva a lanterna marroquina para

um perfume.

A escolha do material e das tecnologias de envase e decoração deve ser norteada pelo conhecimento profundo dos assuntos. Estudar passa a ser fundamental para o desenvolvimento de embalagens, como nos exemplos descritos abaixo:

O segmento de perfumes que continua apostando na sofisticação e se utiliza da metalização, como nas marcas da Calvin Klein® ou Carolina Herrera® versão Summer.

O público infantil, que segue cada vez mais ativo no universo do consumo, demanda produtos e serviços próprios, e a embalagem deve atender. A exemplo, trouxemos a HIPP®, da Alemanha, que desenvolveu uma saboneteira com a conveniência do bico pushandpull, cuja decoração colorida e divertida se encaixa perfeitamente como um objeto de decoração no banheiro dos reizinhos do lar!

Concluindo, podemos afirmar que beleza é fundamental, porém só se sustenta se aliarmos o conhecimento das tendências de consumo, as inovações e tecnologias de impressão, materiais, processos e envase. Temos de buscar no conhecimento as bases para um bom projeto, e só assim realizarmos algo que tem uma vida longa.

Embalagem melhor propõe um mundo mais belo e melhor!

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.