Embalagens americanas de papel‑cartão inovam para se aproximar do público

Em março de 2014, em visita aos Estados Unidos para participar da conferência da DSCOOP — uma cooperativa de empresários que se reúnem para compartilhar informações e conhecimento sobre impressão digital —, aproveitei a oportunidade para pesquisar os caminhos das embalagens nos pontos de venda americanos, tais como supermercados, lojas de conveniência e farmácias. Foi possível observar algumas mudanças de embalagens que devem se consolidar não só em solo americano, mas também em toda a América Latina e, em breve, nos outros continentes. A primeira constatação é a redução de embalagens de medicamentos do formato blister com uma bula e um cartucho de papel-cartão. Há muita oferta de medicamentos, principalmente vitaminas, fitoterápicos e outros que não demandam barreira, embalados em frascos. Permanecem no sistema blister-bula-cartucho apenas os medicamentos que precisam de barreira, de uma comunicação específica pela bula e de cartucho para transporte e proteção. Dessa forma, as embalagens de papel-cartão são utilizadas quando podem entregar uma comunicação efetiva com o consumidor e, assim, até mesmo o produto embalado num frasco pode utilizar uma sobre-embalagem para fazer diferença na apresentação e no ponto de venda.

Um exemplo é o DulcoEase Pink, da empresa Boehringer Ingelheim, que apresenta seu produto para prevenção e alívio de constipação intestinal para as mulheres. A embalagem é metalizada, o que por si só já chama a atenção. Além disso, tem um recorte em forma de elipse na tampa para destacar o ingrediente principal. A cor predominante é o rosa forte (pink), assim como parte do nome do produto, atendendo o público-alvo feminino. O design é suave, como sugere ser o produto. Na lateral há o desenho do frasco e dentro dele inseriram o código de barras. No verso, constam de forma clara as informações similares às de uma bula de remédio e de que dentro do cartucho há “dicas” para as consumidoras, mas o que há dentro é apenas um folheto com cupons para futuras compras deste e de outros produtos da linha.

O Burt’s Bees, tradicional produto da empresa de mesmo nome, oferece uma embalagem com quatro protetores labiais (feitos de cera natural de abelha com menta). A embalagem segue a cor “amarelo-mel” e seu design simples não impede sua consolidação no mercado. A novidade é que a empresa passou a usar o conceito de paper-blister, ou seja, uma embalagem sem a bolha de plástico, tornando-a mais ecológica. O cartucho de papel-cartão traz no verso a explicação da opção, conforme orientam as normas de rotulagem ambiental, ganhando pontos com os consumidores conscientes. O cartucho contém um projeto que incorpora também o furo, para que a embalagem possa ser pendurada em displays, aumentando as possibilidades de apresentação.

Outra embalagem que chama a atenção é a dos absorventes higiênicos femininos Always Radiant, da Procter & Gamble. A embalagem é voltada para o cada vez mais importante público adolescente, uma vez que são consumidoras que apenas começaram a usar o produto e têm em média 30 anos de consumo pela frente. A embalagem metalizada com jogo de cores translúcidas e opacas, além de estrelas, corações e outros elementos do universo teen, traz uma combinação alegre que atrai as jovens consumidoras e conta com uma janela para a visualização do produto. O cubo-embalagem mostra em uma face o “modo de usar”, com uma ilustração muito bem desenhada envolta por elementos joviais. Outra face informa sobre o descarte da embalagem e do produto. Na face superior há um QR Code com a marca Always, que conecta as fãs (consumidoras fiéis) a um hotsite com mais dicas e informações. Para esse público a conectividade tem que ser facilitada, e, dessa forma, a embalagem figura como um veículo importante para tal fim. Em outra face lateral do produto a empresa faz um convite para as adolescentes participarem construindo frames (molduras) — uma mania entre as jovens — fornecidos no website www.beinggirl.com.

Da gôndola de doces vem outra novidade/oportunidade. A TootsieRoll Industries inovou na apresentação: um “tubo” de balas. O tubo tem cores e design alegres e infantis, mostrando a famosa bala com uma ilustração gigante, sem deixar dúvidas sobre o seu conteúdo. Ele é feito com o mesmo princípio de copos de papel-cartão e inova por ser cilíndrico, e não cônico. Possui tampa plástica que permite ser facilmente transformado em um cofrinho para moedas a partir do destaque da fenda. Assim, com o pós-uso, a marca ficará em contato com os consumidores por muito mais tempo. As embalagens de papel-cartão devem e podem, cada vez mais, apresentar alternativas e soluções para contribuir com as empresas e profissionais na divulgação de seus produtos e conceitos. Também são necessárias para os consumidores e, ao final da sua vida útil, não comprometerão o meio ambiente se descartadas corretamente.

Compartilhe:

Para mais informações, entre em contato conosco!
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelas Políticas de Privacidade e Termos de Serviço do Google.